29 de novembro de 2009

Sobre a dívida de Dubai

x
Mais uma vez Dubai volta a ser o centro das atenções; nós últimos três dias muito tem sido dito sobre Dubai em muitos jornais e na TV internacional; algo envolvendo a dívida do emirado que acarretou uma tensão no mercado e, consequentemente, declínio nas bolsas de valores.

Não quero e não vou opinar sobre o ocorrido, mas pensei em explicar mais ou menos, em termos simples, o que aconteceu para quem ainda não tiver por dentro e quiser entender.

Tudo começou com uma empresa com sede em Dubai chamada Dubai World (DW). A DW é uma holding (= sociedade cujo principal objetivo é controlar outras sociedades) estatal que atua em vários setores: transporte e logística, dique secos e setor naval, desenvolvimento urbano e serviços financeiros.
.
Dentre as empresas da DW, estão o DP World (um dos maiores operadores de portos do mundo) e a Nakheel (responsável pela construção das Palmeiras, do "The World" e vários outros empreendimentos em Dubai).

Pois bem, em termos muito simples: a referida holding estava precisando de dinheiro e, por esse motivo, emitiu títulos internacionalmente (títulos de dívida que são comprados por investidores em troca de alguma remuneração) no valor total de US$59 bilhões, que seriam pagos em parcelas gradativas de tempos em tempos.

No último dia 25 (quarta), na véspera do feriado aqui em Dubai (que vai até dia 6 de Dezembro para o setor público), o Governo anunciou que iria solicitar um prazo adicional de seis meses para o pagamento de uma parcela da dívida que vence dia 15 de Dezembro no valor de US$ 3.5 bilhões. Foi anunciado também que a empresa passaria por uma reestruturação financeira coordenada pela Delloite.

Poxa, se o Governo apenas pediu uma prorrogação de uma pequena parcela da dívida de Dubai, porque tanta confusão e medo? Bom, o problema é que, algumas vezes, onde há fumaça há fogo... O medo é de que o Governo não tenha como pagar a totalidade de suas dívidas. Isso poria em risco os credores: imagina, ficar sem receber alguns bilhões de dólares...vai fazer falta, né?
.
Ninguém sabe ao certo quem são esses credores, mas parece que a maior parte do débito de Dubai foi comprada por bancos como, por exemplo, HSBC e Standard Chartered. Além disso, alguns temem que a notícia comprometa a recuperação da crise causada pelo boom imobiliário nos EUA, iniciada pelo pedido de falência do Lehman Brothers em 2008.

Tecnicamente, quando um país suspende o pagamento de suas dívidas externas, dá-se o nome de moratória. Até hoje, a maior moratória da história econômica mundial foi da Argentina, decretada em 24/12/2001, que causou a suspensão do pagamento de todos os instrumentos de débito (na época equivalente a US$132 billiões). Até o momento não é o caso de Dubai.

Uma das maiores esperanças é que o primo rico, Abu Dhabi, ajude Dubai a "sair dessa". Como o anúncio foi feito na véspera de feriados (aqui e nos EUA), os analistas aguardam o início da semana para ver como será a reação dos mercados (=amanhã). Veremos!
.
ps.: De acordo com a impresa local, a reação dos mercados ao anúncio da DW foi exagerado.
.
Abraços, Ju.

11 de novembro de 2009

Aproveitando Dubai

x Paul - The Walk - JBR .

.
Agora que a temperatura baixou, Dubai começa a ficar muito agradável. Ainda não estamos no clima ideal (friozinho, que chega em Dezembro) mas, mesmo assim, aquele calorzão já foi :)
.
O céu volta a ficar azul novamente, pois no verão ele fica BRANCO. As ruas ficam mais floridas e as cores mais nítidas (vide foto ao lado; adoro fotografia, já perceberam?).
.
E, com isso, as pessoas saem mais de casa... Um hábito muito comum por aqui é ir a restaurantes, seja para tomar café, almoçar ou jantar.
.
.
.
Um dos locais prediletos de muitos é o "The Walk", no JBR; é um calçadão com uns dois quilômetros, a 200m da praia, com vários restaurantes (e algumas lojas) que ficam lotados, especialmente nas noites do final de semana.
.
Realmente, é um lugar muito agradável, com várias opções, para todos os gostos (foto ao lado: The Walk - JBR; foto abaixo: JBR ao anoitecer).
.
.
.
.
.
.
.
.
Essa foto que abre o post, por exemplo, eu tirei no The Walk. Esse Paul vive lotado, a semana toda! Reparem a fila na porta!
.
.
.
.
.
Um outro lugar que fui outro dia que achei muito bacana também foi o Souk Al Bahar, do lado do Dubai Mall. Lá tem o espetáculo das fontes, vale muito à pena conferir (eu achei LINDO!). De 30 em 30 min (não tenho certeza quanto ao tempo exato), eles fazem uma apresentação; cada uma tem movimentos e músicas diferentes da anterior.
.
Filmei um pedacinho de dois shows para mostrar para vocês:
.

video video

ps.: Os vídeos tinham mais de 1 min, mas tive que reduzir para conseguir disponibilizá-lo.

.
A praia está voltando a ficar cheia. Como a temperatura da água diminuiu (antes estava impossível ficar na água mais de 2 minutos, de tão quente), o pessoal está marcando presença.
.
Está até mais parecida com a Praia de Ipanema; só faltou a skolzinha a R$3,00 (será?), o Mate Leão no galão e o biscoito Globo...Não podemos ter tudo, né? :)
.



Essas fotos eu tirei na praia em frente ao JBR e também na praia do Kitesurf (à esquerda). Reparem na cor da água!!!
.
Abs, Ju.